O Museu Nacional de História Natural – Uma história atribulada e uma questão em aberto

Liliana Póvoas, César Lopes, Ireneia Melo, Ana I. Correia, M. Judite Alves

Resumo


Observando a legislação produzida a propósito do Museu de História Natural, nascido junto ao Palácio da Ajuda e tornado Nacional na Escola Politécnica, percorre-se uma história atribulada em vista de uma solução organizativa, mais vezes determinada por condicionalismos externos que por adequação ao exercício da sua missão específica. Neste percurso é destacada uma situação particular, com início no ano de 1926, em que a solução organizativa legislada parece contraditória com a, até então, apontada pelo museu. Esta solução acaba por ter reflexos que se estenderam até ao final do século XX.

Palavras-chave: Real Museu e Jardim Botânico da Ajuda; Museu Nacional de História Natural; Escola Politécnica; Facul-dade de Ciências da Universidade de Lisboa; Academia Real das Ciências de Lisboa; História da Museologia; Legislação

 

"Museu Nacional de História Natural" - a troubled history and an open question.

The legislation related to the Natural History Museum, born near the Ajuda Palace and made National at the Polytechnic School, reveals a troubled history in terms of demand for an organizational solution, more often determined by external constraints rather than by an adaptation to the exercise of its specific mission. A particular situation that begun in 1926 is highlighted, when an organizational solution contradictory to the ongoing point of view of the museum was legislated. This solution turns out to have reflexes that extended until the end of the twentieth century.

Keywords: Real Museu e Jardim Botânico da Ajuda; Museu Nacional de História Natural; Escola Politécnica; Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa; Academia Real das Ciências de Lisboa; history of museology; legislation.


Texto Completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .


Os artigos publicados na revista Estudos do Quaternário são indexados nas seguintes bases de dados: