Os vestígios pré-históricos e a materialidade salazarista. Contributos para uma História da Pré-história em Portugal

Sérgio Alexandre Gomes

Resumo


Resumo

O salazarismo, enquanto regime totalitarista, tinha como objetivo a fabricação de um território e de uma população condizente com seus projetos. A ação articulada da propaganda e dos aparelhos de inculcação ideológica dessa fabricação operacionalizavam a construção de um horizonte de sentido pautado pela ideologia do regime. Neste artigo, iremos discutir o modo como os vestígios materiais pré-históricos foram integrados nesse horizonte de sentido e articulados com os restantes elementos que definem a materialidade salazarista. Para tal iremos centrar a nossa análise na obra de Mendes Corrêa, procurando demonstrar o modo como o seu programa de pesquisa atualiza o horizonte de sentido salazarista e, por conseguinte, a sua materialidade.

Palavras-chave: Estado-Novo, Práticas discursivas, Pré-histórica, Materialidade.

Abstract

Prehistoric materials and Salazar’s materiality. Towards a History of Prehistory in Portugal

As a totalitarian regime, salazarism’s objective was the creation of a territory and a population befitting of its projects. The articulation of propaganda and the apparatus of ideological indoctrination used in this creation constructed as horizon of meaning that was organised according to the regime’s ideology. In this article, I will discuss how prehistoric material remains were integrated into this horizon of meaning and how they were articulated with the other elements that defined “Salazar’s materiality”. I will focus my analysis on the work of Mendes Corrêa, and try to demonstrate how his research reproduced “Salazar's horizon of meaning” and, therefore, its materiality.

Keywords: New State (Portugal); Discourse practices; Prehistory; Materiality.


Texto Completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .


Os artigos publicados na revista Estudos do Quaternário são indexados nas seguintes bases de dados: